Racionamento de água e multa começam no interior de SP

Motivo é a seca após o janeiro com menor quantidade de chuva de que se tem registro

Campinas – O racionamento de água e as punições para evitar o desperdício já começaram na região de Campinas, no interior de São Paulo, por causa da seca após o janeiro com menor quantidade de chuva de que se tem registro.

Em Campinas, o prefeito, Jonas Donizette (PSB), assinou decreto ampliando o período de estiagem esse ano permitindo que se comece a partir desse mês as multas para quem desperdiçar água, como lavar calçada e carros, por exemplo.

Em Valinhos, cidade vizinha, o racionamento já é realidade.

O departamento de água local já iniciou os cortes de fornecimento nos bairros onde não falta água para enviar para áreas mais elevadas, onde já há desabastecimento.

Em Campinas, a Sanasa faz uma obra emergencial no Rio Atibaia, para aumentar o barramento de água na área de captação, por causa do baixo nível do manancial.