Quem banca a campanha dos candidatos ao governo de SP

O atual governador Geraldo Alckmin foi o candidato que mais arrecadou para sua campanha de reeleição, com 5,7 milhões de reais

São Paulo – Não é só nas pesquisas de intenção de voto que Geraldo Alckmin (PSDB) lidera, com folga, sobre os outros adversários que disputam o governo de São Paulo nas eleições 2014.

Com o total de 5,7 milhões de reais, o atual governador também foi o que mais recebeu doações de campanha.

Segundo lugar na disputa e também em volume de dinheiro na conta de campanha, o empresário Paulo Skaf (PMDB) recebeu 4,3 milhões de reais. Já o candidato petista, José Padilha, ocupa o distante terceiro lugar – tanto nas intenções como nas doações – com 283 mil reais.

Os números ainda podem subir no decorrer da disputa, uma vez que os dados divulgados fazem parte da primeira prestação parcial de contas feitas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) referente apenas ao primeiro mês de campanha.

O nome de grandes empresas aparece em destaque nas listas declaradas por Alckmin, Skaf e Padilha. Confira a seguir, quais foram as mais generosas com os candidatos.

1. Geraldo Alckmin

Divulgação/Facebook oficial Geraldo Alckmin

Juntas, as construtoras Queiroz Galvão, CR Almeida Engenharia e Serveng Civilsan Engenharia foram responsáveis por quase 70% das doações destinadas ao tucano – veja a tabela abaixo.

As doações provocaram alguma polêmica. Executivos dos consórcios dos quais a CR Almeida e a Queiroz Galvão fazem parte foram denunciados, em 2012, por formação de cartel.

As duas empresas foram alvo de investigação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) por suposta participação em fraude na licitação para as obras da Linha 5-Lilás do Metrô, orçadas em mais de 4 bilhões de reais.

Já a Serveng entrou na mira do Cade após a Siemens também denunciar, na investigação sobre cartel em São Paulo, irregularidades em licitação de 2007 para manutenção do metrô do Distrito Federal.

Geraldo Alckmin PSDB
Total doado diretamente para o candidato R$ 5.738.135,08
Total doado para campanha (candidato + comitê estadual) R$ 6 milhões
Maior doação R$ 2 milhões (Construtora Queiroz Galvão)
Gastos do candidato declarados até agora R$ 5.738.135,08
Empresas que mais doaram Valor
Construtora Queiroz Galvão R$ 2 milhões
CR Almeida Engenharia R$ 1 milhão
Serveng Civilsan Engenharia R$ 1 milhão
Sarpav Mineradora R$ 1 milhão
S/A Paulista Construções e Comércio R$ 400.000,00
Minerva Mineradora R$ 400.000,00

2. Paulo Skaf

Ayrton Vignola/Skaf 15/Fotos Públicas

A OAS, outra grande empresa também investigada pela fraude no Metrô de São Paulo, doou 1,5 milhões de reais para o candidato peemedebista.

A Cosan Lubrificantes doou a mesma quantia para Paulo Skaf.

Paulo Skaf PMDB
Total doado diretamente para o candidato R$ 4.350.602,74
Total doado para campanha (candidato + comitê estadual) R$ 4.387.602,00
Maior doação R$ 1,5 milhão (Cosan)
Gastos do candidato declarados até agora R$ 2.735.714,72
Empresas que mais doaram Valor
Cosan Lubrificantes R$ 1,5 milhão
Construtora OAS R$ 1,5 milhão
Suzano Papel e Celulose R$ 498.602,74
Banco Safra R$ 200.000,00
Safra Leasing R$ 200.000,00
Minerva R$ 200.000,00

3. José Padilha

Paulo Pinto/Analitica/Fotos Públicas

Apesar do auxílio da figura de Lula, o ex-ministro da Saúde ainda patina nas pesquisas realizadas até agora, com apenas 5% das intenções de voto.

Apesar de sua arrecadação ter sido a mais baixa entre os primeiros colocados, Padilha já gastou até agora impressionantes 33 milhões de reais, deixando sua conta de campanha no vermelho.

Uma das empresas envolvidas nas acusações do caso do Metrô de São Paulo, a CR Almeida, aparece como doadora de Padilha, da mesma forma que doa para Alckmin.

Alexandre Padilha PT
Total doado diretamente para o candidato R$ 188.189,97
Total doado para campanha (candidato + comitê estadual) R$ 283.189,97
Maior doação R$ 89.250,00 (origem não especificada)
Gastos declarados até agora R$ 33.193.329,93
Empresas que mais doaram Valor
Seara Alimentos R$ 50.000,00
Equipav Engenharia R$ 47.500,00
UTC Engenharia R$ 43.750,00
Ambev (CRBS) R$ 19.000,00
CR Almeida Engenharia R$ 23.750,00

*Matéria atualizada às 17h para corrigir informações sobre a empresa Serveng