PSDB não pode “saltar etapas”, diz Aécio sobre Alckmin

Senador e governador são os principais nomes tucanos cotados para disputar a eleição de 2018

Brasília – O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), minimizou nesta segunda-feira, 15, o fato de o nome do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, já ter sido lançado à Presidência da República durante a convenção estadual do partido realizada domingo, 14.

Ele afirmou, porém, que era muito cedo para começar a discutir o assunto. Os dois são os principais nomes da sigla cotados para disputar a eleição de 2018.

“O PSDB é uma usina de talentos e de homens públicos extremamente respeitados”, disse Aécio, para na sequência emendar que era preciso ter a “responsabilidade de não saltar etapas” e não antecipar esse debate.

“No momento certo, o PSDB tomará, unido, a sua decisão (de quem será o candidato), e será aquela que for melhor para o Brasil, para encerrarmos definitivamente esse perverso ciclo de governos do PT”, disse.

Ele afirmou que defende que o partido faça prévias para escolher o nome que representará o partido nas eleições de 2018, mas voltou a repetir que “essa não é a agenda hoje do PSDB”.

No domingo, após ser eleito presidente do diretório paulista do partido, o deputado estadual Pedro Tobias defendeu a candidatura de Alckmin à Presidência.

Desde o início do ano, o governador tem tentado adotar uma agenda nacional para fazer frente a Aécio, que terminou as eleições presidenciais do ano passado em segundo lugar, com mais de 51 milhões de votos.