PSD discorda da decisão de Kassab de permanecer como ministro

Omar Azis, líder do partido no Senado, disse que após as delações de Joesley Batista, empresário da JBS, Temer não tem mais condições de governar

Brasília – O líder do PSD no Senado, Omar Azis (AM), teceu diversas críticas a Michel Temer e foi taxativo nesta segunda-feira, 22:

“Não faço parte desse governo, não quero fazer. Michel Temer não tem condições de governar”, disse.

Aziz afirmou que há forte clima de insatisfação da bancada do PSD com a falta da espaço no governo e que as revelações das delações da última semana são apenas mais um problema na relação do governo com o PSD.

O senador afirmou que o presidente do partido, e ministro de Ciência, Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab, está ciente do clima na bancada.

Entretanto, a decisão de permanecer como ministro é pessoal e não foi discutida.

“Se dependesse da bancada dos senadores e deputados, Kassab não estaria nesse ministério. Bancadas muito menores têm ministérios mais representativos, o que mostra que não se trata de fazer alianças políticas, mas de agradar pessoas”, disse.

Para o senador, os problemas do governo Temer são anteriores às delações da JBS.

“Não tem legitimidade para aprovar as reformas que está fazendo, não tem boa relação com a base e não honra compromissos”, listou.

No Senado, três dos cinco senadores do PSD são favoráveis ao afastamento de Temer.

Além de Azis, Otto Alencar (PSD-BA) e Lasier Martins (PSD-RS) querem desembarcar do governo e apoiam a renúncia ou impeachment do presidente.