Protesto de títulos de empresas sobe 6,1% no semestre

O maior avanço foi verificado entre os títulos protestados de empresas da Região Nordeste, que aumentaram 17,8% no período

São Paulo – O total de títulos protestados de empresas no primeiro semestre cresceu 6,1% no País em relação ao mesmo período do ano passado. O maior avanço foi verificado entre os títulos protestados de empresas da Região Nordeste, que aumentaram 17,8% no período. Em seguida estão as regiões Centro-Oeste (6,8%), Sudeste (4,6%), Sul (3,6%) e Norte (1,3%). A pesquisa foi divulgada hoje pela Boa Vista Serviços, que recentemente assumiu as operações da Equifax Brasil, a partir de indicadores econômicos extraídos então da base de dados da Equifax.

Na comparação entre os meses de junho e maio deste ano, a quantidade de títulos protestados de pessoas jurídicas recuou 17,5% no País. A maior baixa no período ocorreu entre companhias do Sudeste e Sul (-19,4%), seguidas por Nordeste (-15,8%), Centro-Oeste (-9,2%) e Norte (-7,1%).

Segundo avaliação da Boa Vista Serviços, a alta no número de títulos protestados no semestre pode ser explicada pela política do governo federal de restrição monetária, que aumentou as taxas de juros e freou a oferta de crédito, diminuindo a capacidade de pagamento das empresas e dos consumidores.

A entidade acrescenta que a inflação e a expectativa de novos aumentos da taxa Selic (o juro básico da economia brasileira) devem continuar restringindo a liquidez da economia, encarecendo os empréstimos e contribuindo para o aumento dos protestos de títulos nos próximos meses.

A Boa Vista, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), assumiu em junho as operações da Equifax do Brasil Ltda e, com essa fusão, ampliou a sua base de dados, tanto de consumidores quanto de empresas. São mais de 350 milhões de informações sobre transações realizadas por consumidores e mais de 42 milhões de registros entre empresas. A rede nacional da Boa Vista conta com mais de 2,2 mil entidades do varejo, de todas as regiões.