Projeto do KC-390 não é isolado, afirma presidente Dilma

O programa Inova Aerodefesa tem o objetivo de incentivar a inovação em empresas dos segmentos de defesa, segurança e aeroespacial

São Paulo – A presidente Dilma Rousseff destacou, nesta terça-feira, 20, durante a cerimônia de inauguração de um hangar da Embraer, em Gavião Peixoto (SP), diversas medidas adotadas pelo governo para o fortalecimento da indústria nacional de Defesa, entre elas o Inova Aerodefesa.

O programa tem o objetivo de incentivar a inovação em empresas dos segmentos de defesa, segurança e aeroespacial. “O apoio que concedemos para atividades inovadoras se justifica pelo fato de que o País precisa cada vez mais de inovação, tecnologia e conhecimento”, afirmou.

Dilma ressaltou ainda, “sem medo de errar”, que o projeto do KC-390 não é uma experiência isolada de sucesso.

Em seu discurso, ela listou o programa de submarinos de propulsão convencional e nuclear, o sistema integrado de monitoramento das fronteiras terrestres brasileiras e a construção do satélite geoestacionário para comunicações estratégias.

A presidente comemorou a geração de empregos diretos e indiretos com a fabricação do cargueiro no interior paulista e justificou a política do governo para o setor.

“Gerar emprego de qualidade é a motivação de programas de incentivo à indústria, neste caso a da Defesa”, afirmou.

“(Gerar) empregos cada vez mais qualificados significaria, de fato, que entramos em um caminho de outro tipo de desenvolvimento”, disse.