Procuradora pedirá prisão imediata de condenados no mensalão

A procuradora disse que está avaliando os pedidos de acordo com o regime de prisão de cada réu

Brasília – A procuradora-geral da República em exercício, Helenita Acioli, disse hoje (4) que vai pedir novamente a prisão imediata dos réus condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão, ao final do julgamento dos recursos. A previsão é que o julgamento termine amanhã (5).

A procuradora disse que está avaliando os pedidos de acordo com o regime de prisão de cada réu.

O pedido de prisão imediata dos condenados foi feito pela primeira vez pelo então procurador-geral da República Roberto Gurgel, durante julgamento do processo, no ano passado, e foi negado pelo relator do processo e presidente do STF, Joaquim Barbosa.

“No caso do [regime] fechado, eu acho que o Ministério Público tem que renovar o pedido de prisão, porque quando foram feitos os recursos também tinham esses pedidos nos autos”, disse a procuradora.

De acordo com as penas, 11 réus foram condenados ao regime fechado de prisão, com pena acima de oito anos.