Prisão de traficante termina em confronto na Cracolândia

Durante o confronto entre guardas, PMs e usuários de drogas, os dependentes químicos atearam fogo em lixeiras e fecharam a Alameda Nothmann

São Paulo – Uma operação da Guarda Civil Metropolitana (GCM), na Cracolândia, na região central, terminou com um traficante de drogas preso, barracos usados pelos dependentes químicos incendiados em protestos à ação, e bombas de efeito moral e gás lacrimogênio lançadas pela Polícia Militar. Houve confronto entre os frequentadores do chamado “fluxo”, onde os usuários se concentram para usar droga, e os agentes.

De acordo com informações da PM, as equipes da GCM foram recebidas a pedradas e pauladas no local. Após entrar na Cracolândia, os guardas conseguiram localizar e abordar o suspeito. Durante a abordagem, os guardas começaram a receber pedradas e pauladas. Segundo o tenente da Polícia Militar Tiago Gurdos, os policiais militares foram chamados a partir do início da confusão. Ainda de acordo com ele, a PM não sabia da operação da GCM no local.

Foram os policiais militares que prenderam o suspeito procurado pela GCM. O traficante foi levado para o 3º DP (Campos Elíseos). Durante o confronto entre guardas, PMs e usuários de drogas, os dependentes químicos atearam fogo em lixeiras e fecharam a Alameda Nothmann.

A estação Júlio Prestes da Linha 8-diamante da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) precisou ser fechada por volta das 13 horas. Cerca de 40 minutos depois, com o término dos confrontos, o local foi reaberto.