Presidente da Eletrobras discorda de novo governo, diz fonte

Costa Neto está insatisfeito com os planos do governo Temer de promover privatizações que incluiriam as subsidiárias Eletrosul e Furnas, afirmou a fonte

Rio de Janeiro – O presidente da Eletrobras, José da Costa Neto, pretende deixar o comando da companhia e já preparou uma carta de demissão por discordar de vendas de ativos da estatal, afirmou à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto nesta sexta-feira.

Costa Neto, nomeado pela presidente afastada Dilma Rousseff, está insatisfeito com os planos do governo Temer de promover privatizações que incluiriam as subsidiárias Eletrosul e Furnas, afirmou a fonte.

“Do jeito que estão querendo fazer ele não concorda e não acha que possa agregar algo para o grupo”, disse a fonte, sob a condição de anonimato.