Prefeitura pode tirar R$15 mi de incentivos ao Itaquerão

Segundo a prefeitura, o Corinthians precisa comprovar que teve gastos superiores a R$ 700 milhões para receber os R$ 420 milhões previstos a princípio

São Paulo – A Copa do Mundo chegou, o Corinthians já joga em seu novo estádio, mas as polêmicas envolvendo a Arena Corinthians parece que ainda não acabaram. 

A prefeitura de São Paulo decidiu liberar apenas 405 milhões de reais – dos 420 milhões de reais prometidos – dos incentivos fiscais em Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDE) para o estádio.  

Em nota, a prefeitura afirma que o valor só poderá chega aos 420 milhões de reais “quando forem comprovados, e devidamente medidos por relatórios de auditoria, gastos superiores a R$ 700 milhões, o que ainda não ocorreu”. Em nota, a prefeitura não cita que a redução do repasse seria devido ao fato das obras não estarem 100% concluídas quando entregues. 

O Corinthians, no entanto, afirma que ainda não foi notificado desta redução. 

A redução representaria mais um problema financeiro para o já endividado clube. A demora na liberação dos incentivos também preocupa. Até agora só foram liberados 210 milhões de reais.