Preços de alimentos sobem devido às chuvas na região serrana

A região atingida pelas chuvas é produtora de hortaliças e legumes; na cidade do Rio de Janeiro aumento chega a 124%

Rio de Janeiro – As chuvas que castigaram a região serrana fluminense na última semana provocaram aumento no preço de hortaliças e legumes na cidade do Rio de Janeiro, devido à redução da oferta desses produtos.

A coleta de preços realizada pela Fundação Getulio Vargas (FGV) entre os dias 12 e 18 de janeiro deste ano, período das chuvas, registrou alta de preços de até 124,48%, em relação ao mesmo período de dezembro de 2010, como foi o caso do chuchu.

No caso do tomate, a inflação foi de 107,39%. Outros produtos que tiveram grande alta nos preços foram o pimentão (63,77%), a vagem-comum (58,79%), a couve-flor (57,95%), a beterraba (53,97%) e o jiló (51,46%).

Em uma lista de 11 alimentos in natura divulgada pela Fundação Getulio Vargas (FGV), a menor inflação foi registrada pela cebola, com aumento de 14,13%. A coleta de preços do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) na cidade do Rio feita no período anterior, entre 16 de dezembro e 15 de janeiro, havia registrado uma inflação média de 14,47%.