População declarada parda se iguala à que se diz branca, diz IBGE

Em 2004, os índices eram 51,2% (branca), 42,2% (parda) e 5,9% (preta)

Rio – O número de brasileiros em 2015 era de 204,9 milhões, e, pela primeira vez, a população autodeclarada parda (45,1% do total) praticamente se igualou à branca (45,2%), mostra a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2015, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 25.

As pessoas que se declaram pretas são 8,9% do total. Em 2004, os índices eram 51,2% (branca), 42,2% (parda) e 5,9% (preta).

Desde 2007, o IBGE verifica que a participação da população autodeclarada branca passou a ser menor do que a das parda e preta somadas.

O maior contingente de pardos aferido agora pode ser explicado como resultado de ações afirmativas, que estimulam o autorreconhecimento dos afrodescendentes, e pelo aumento do número de pardos por conta da miscigenação da população, avalia a gerente da Pnad, Maria Lúcia Vieira.

De 2014 para 2015, o crescimento população foi de 0,8%. A Pnad confirma a tendência de envelhecimento dos brasileiros: em 2004, a faixa dos 60 anos ou mais equivalia a 9,7% do total da população; em 2015, a 14,3%. No Sul, o índice chega a 16%; no Norte, fica em 10,1%.

O País é formado por 51,5% de mulheres e 48,5% de homens. O Norte é a única região com mais homens do que mulheres (50,4% dos habitantes).

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marco Túlio Macedo Bicalho Marques

    Isso mostra que a população branca no Brasil vem envelhecendo e a população parda/negra vem tendo uma taxa de fertilidade maior e são mais novas. Mas, no fim, isso não muda em nada a rotina brasileira.