Policiamento é reforçado no centro do Rio para manifestação

O reforço policial ocorre após os atos de vandalismos na última manifestação de professores, no dia 7 deste mês

Rio de Janeiro – O policiamento foi reforçado na tarde de hoje (15) nas principais ruas do Centro do Rio, principalmente ao longo da Avenida Rio Branco, por onde vai passar a manifestação de professores municipais e estaduais, que estão em greve.

Agências bancárias protegeram as fachadas com chapas metálicas a fim de evitar depredações. O protesto dos professores também é apoiado por outras entidades, incluindo os grupos Anonymous e Black Bloc.

O reforço policial ocorre após os atos de vandalismos na última manifestação de professores, no dia 7 deste mês, quando mascarados atacaram agências bancárias, o prédio da Câmara dos Vereadores e atearam fogo a um ônibus, na Avenida Rio Branco.

Naquela ocasião, o número de policiais era reduzido e o reforço do Batalhão de Choque só ocorreu quando a situação estava fora de controle.

Os professores municipais decidiram, em assembleia hoje, manter a greve, iniciada no dia 8 de agosto.

Eles são contra o projeto de cargos e salários enviado pela prefeitura e aprovado pelos vereadores, em sessão tumultuada, no último dia 1º, quando o prédio do Legislativo municipal foi bloqueado por centenas de policiais militares, o que impediu a presença de público nas galerias da Casa.

A manifestação desta tarde, alusiva ao Dia do Professor, comemorado hoje, deve seguir até a Cinelândia.