Policial é baleado e morre em favela no Rio

Melquisedeque Basílio, de 29 anos, morreu alvejado pelas costas após uma patrulha com outros dois policiais militares

Rio – Um policial foi morto na noite de ontem (2) em frente à sede da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Parque Proletário, que integra o Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. Melquisedeque Basílio, de 29 anos, morreu alvejado pelas costas após uma patrulha com outros dois policiais militares.

Segundo a PM, eles foram surpreendidos por criminosos armados quando percorriam a localidade de Vacaria, na Penha. Houve troca de tiros e outras duas pessoas foram baleadas, ambos moradores da região.

O policial chegou a ser socorrido por outros militares e encaminhado ao hospital Getúlio Vargas, mas quando chegou ao local, por volta 20 horas, já estava morto. Manoel de Araújo, de 39 anos, e um menor de idade também foram atendidos no hospital.

Segundo a Polícia Militar, cerca de 15 homens armados estavam na localidade quando os policiais faziam a patrulha. Dois homens, que seriam traficantes de acordo com a PM, também foram baleados, mas fugiram.

Após a morte do policial, agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) realizaram uma operação no morro. Moradores relataram novos tiroteios durante a noite. Na última semana, outros dois policiais já haviam ficado feridos após confrontos com criminosos armados na região de Vila Cruzeiro, também no Complexo da Penha.