Polícia Militar detém 78 pessoas após depredação em SP

Prisões ocorreram após manifestação pelo passe livre terminar em depredações no terminal Dom Pedro II

São Paulo – A Polícia Militar (PM) deteve 78 pessoas após manifestação pelo passe livre terminar em depredação de ônibus, caixas eletrônicos e cabines de venda de bilhetes no terminal Dom Pedro II. Os detidos foram encaminhados para o 78º Departamento de Polícia (DP) e para o 2º DP. Segundo a polícia, houve infiltração de criminosos entre os manifestantes. As informações são da assessoria de imprensa da PM.

O coronel da PM Reynaldo Simões Rossi, comandante do policiamento da área centro, foi agredido e teve roubada a pistola calibre 40 e o rádio comunicador. “O coronel PM Reynaldo teve a clavícula quebrada e muitas escoriações na região da face e cabeça, sendo socorrido ao Hospital das Clínicas junto com o auxiliar, que teve ferimentos e passa por atendimento médico”, informou, em nota a PM. Em foto disponibilizada pela polícia, é possível ver uma pessoa mascarada batendo com uma madeira nas costas e na cabeça do coronel.

Além das ocorrências no terminal Dom Pedro II, houve registro de confronto entre manifestantes e policiais na Praça da Sé e nas ruas próximas. Bancos foram depredados. A Tropa de Choque chegou a disparar bombas de efeito moral. Manifestantes também depredaram a subprefeitura da Sé, na Rua Álvares Penteado. De acordo com a PM, algumas pessoas mascaradas roubaram cerca de R$ 1.500 de uma cabine do terminal Dom Pedro. Cerca de 15 caixas eletrônicos foram danificados.

A passeata organizada pelo Movimento Passe Livre começou pacificamente no Theatro Municipal, passou por ruas do centro antigo da cidade, pela Avenida Tiradentes e seguiu para o Terminal Dom Pedro, na Sé.