Polícia impede saída de nadadores americanos do país

Os nadadores Gunnar Bentz e Jack Conger foram impedidos de embarcar de volta para os Estados Unidos

Rio de Janeiro – Policiais impediram nesta quarta-feira o embarque dos nadadores americanos Gunnar Bentz e Jack Conger, no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, quando seguiam para os Estados Unidos, por conta da investigação do suposto assalto que eles teriam sido vítimas.

Fontes próximas à investigação confirmaram à Agência Efe que os nadadores estão esperando a chegada de um representante do consulado dos EUA no aeroporto.

Bentz e Conger estavam ao lado dos companheiros de seleção, Ryan Lochte e James Feigen, na madrugada do último domingo quando, segundo a versão dos nadadores, foram assaltados por homens armados que vestiam uniformes da polícia.

As versões dos atletas e o vídeo que mostra a chegada dos americanos na Vila Olímpica horas depois do suposto assalto levaram a polícia a abrir uma investigação para verificar a veracidade dos depoimentos dos nadadores.

A Justiça pediu hoje que os passaportes dos atletas fossem apreendidos e eles foram proibidos de deixar o país, no entanto, Lochte e Feigen já haviam retornado para os EUA.

Cumprindo uma ordem judicial, policiais impediram o embarque de Bentz e Conger, no Galeão, quando seguiam para os EUA.

Segundo informações, a Polícia Federal enviará um ofício ao FBI pedindo que Ryan Lochte seja interrogado em seu país.