Polícia gaúcha prende duas pessoas em operação contra pedofilia

A Operação Infância Protegida foi resultado de dois meses de investigação sobre armazenamento e compartilhamento de pornografia infantil

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul prendeu hoje (21) duas pessoas em flagrante e uma foi conduzida para esclarecimentos, em uma operação contra a pedofilia no estado. Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão nas cidades gaúchas de Porto Alegre, Viamão, Alecrim e Mostardas.

A Operação Infância Protegida foi resultado de dois meses de investigação sobre armazenamento e compartilhamento de pornografia infantil. Segundo a delegada Andrea Magno, da Delegacia de Polícia para a Criança e o Adolescente Vítima, do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca), um laudo preliminar possibilitou as prisões em flagrante e o todo o material foi encaminhado para perícia.

Ela explicou que outras pessoas estão sendo investigadas por atos libidinosos e estupro de vulneráveis e por produzir essas imagens. “Há inquéritos em curso para apurar quem são as vítimas”, disse Andrea. “É um número bem grande de crianças”.

As investigações do Deca foram feitas em conjunto com a Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).