Polícia Federal desbarata rede internacional de tráfico de drogas

Após um ano de investigações foram apreendidas quatro toneladas de cocaína em portos de Brasil, Bélgica, Itália e Espanha

A Polícia Federal desbaratou nesta segunda-feira (09) uma rede internacional de tráfico de drogas, ao final de mais de um ano de investigações que permitiram apreender quatro toneladas de cocaína em portos de Brasil, Bélgica, Itália e Espanha.

Como parte da operação “Antigoon”, cerca de 100 agentes realizaram 21 batidas e 15 detenções nos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo, revela um comunicado da PF.

A investigação determinou que a rede de tráfico de drogas enviava a cocaína para a Europa dentro de contêineres em navios cargueiros.

Durante a investigação foram apreendidas quatro toneladas de cocaína em diversos portos da costa brasileira, de Suape (Pernambuco) até Santos, passando por Salvador, Vitória e Rio de Janeiro, e na Antuérpia (Bélgica), Gioia Tauro (Itália) e Valencia (Espanha).

Em junho passado, as autoridades brasileiras apreenderam em Santos mais de 800 quilos de cocaína escondidos entre sacos de amendoim e sucos em dois navios que deveriam zarpar para Holanda e Bélgica.

Em março já haviam encontrado duas toneladas da mesma droga.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s