Polícia do Rio destrói mais de 115 mil produtos piratas

A destruição ocorreu na Academia de Polícia Civil para lembrar o Dia Nacional de Combate à Pirataria, promovido na última segunda-feira (3)

Rio de Janeiro – A Polícia Civil do Rio de Janeiro destruiu hoje (5) mais de 115 mil produtos piratas apreendidos em operações realizadas ao longo do ano de 2012 pela delegacia especializada na repressão à indústria da falsifiscação. A destruição ocorreu na Academia de Polícia Civil para lembrar o Dia Nacional de Combate à Pirataria, promovido na última segunda-feira (3). Foram destruídos 110 mil CDs e DVDs e 5 mil peças de roupa, acessórios e eletrônicos. O material será encaminhado a uma empresa de reciclagem para possível reaproveitamento.

A chefe da Polícia Civil, delegada Martha Rocha, informou que a ação teve o objetivo de mostrar à população que, por trás da pirataria, há uma verdadeira organização criminosa que movimenta milhões de reais. Ela disse que os produtos falsificados, além de pertencerem a uma rede criminosa, comprometem a saúde do consumidor. “Todos esses produtos oferecem risco. Hoje, na pirataria, a gente encontra o remédio, o brinquedo que podem causar até a morte de uma criança”, disse.

O delegado Ricardo Codeceira, responsável pelo combate à pirataria no Estado do Rio, disse que vai aumentar a repressão para evitar a entrada de produtos falsos, produzidos ou procedentes de outros estados.