Polícia do DF investiga desvio de R$26 milhões do Banco do Brasil

Operação contra o grupo criminoso visou funcionários do Banco do Brasil e empresários vinculados a empresas de cobranças e dívidas da instituição financeira

São Paulo – A Polícia Civil do Distrito Federal lançou operação nesta quinta-feira para prender 17 pessoas suspeitas de envolvimento em um esquema de desvio de recursos e lavagem de dinheiro do Banco do Brasil no valor de pelo menos 26 milhões de reais, informou a polícia.

De acordo com a Polícia Civil do DF, a operação contra o grupo criminoso visou funcionários do Banco do Brasil e empresários vinculados a empresas de cobranças e dívidas da instituição financeira.

Também foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão na ação, que incluiu os Estados de Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.

“Durante as investigações foi evidenciado que havia funcionários e ex-funcionários do banco fraudando repasses de valores a essas empresas de cobrança. Posteriormente as empresas retornavam parte das quantias aos funcionários do Banco do Brasil, como proveito do crime”, disse o delegado e coordenador da operação, Leonardo de Castro, em comunicado.

Segundo a Polícia Civil, o Banco do Brasil prestou todo o apoio necessário às investigações. Os crimes investigados ocorreram nos anos de 2017 e 2018, acrescentou a polícia.