Polícia Civil prende agentes públicos e empresários em Pirenópolis

A corporação informou que a investigação envolve fraude à licitação e desvio de recursos públicos com contratos de serviço de limpeza urbana

A Polícia Civil de Goiás prendeu na manhã hoje (6) oito agentes públicos na cidade de Pirenópolis, a cerca de 130 quilômetros da capital federal. Entre os presos estão os secretários de Administração e Governo e de Infraestrutura e Trânsito, um controlador interno, um assessor jurídico, um assessor especial e empresários de Goiânia.

Além dos oito mandados de prisão, a operação, realizada pela Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), cumpriu ainda 13 mandados de busca a apreensão no município.

Por meio de nota, a corporação informou que a investigação envolve fraude à licitação e desvio de recursos públicos por meio da empresa contratada pela administração municipal atual para prestação de serviço de limpeza urbana.