PM usa bombas de gás para dispersar protesto na Alerj

A maior parte dos manifestantes está concentrada na frente do legislativo estadual, onde até o momento não houve tumulto

Rio – Policiais militares seguem utilizando bombas de gás para tentar dispersar manifestantes mascarados na frente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Pouco depois das 17h, um caminhão e um veículo blindado da Tropa de Choque da PM também chegaram ao local.

A confusão entre manifestantes e agentes de segurança havia se encerrado por volta das 16h, mas recomeçou 40 minutos mais tarde. O confronto opõe os mascarados a policiais militares e agentes da Força Nacional de Segurança.

Enquanto os manifestantes incendeiam lixo, fazem barricadas e atiram pedras, os agentes de segurança revidam com bombas de gás e tiros de balas de borracha.

A Avenida Primeiro de Março, em frente à Alerj, está fechada. O mesmo acontece com praticamente todo o comércio nas quadras próximas.

Ônibus urbanos estão fazendo desvios e o VLT teve a circulação interrompida. O gás das bombas se espalha pelo Centro e já é sentido a pelo menos cinco quadras de onde começaram a ser lançadas.

Veja também