PM tem problemas com grevistas no interior do Rio

Em Volta Redonda, viaturas retornaram para o quartel e abandonaram o patrulhamento das ruas

Rio de Janeiro – Após o anúncio de greve por bombeiros e policiais, a Polícia Militar do Rio registrou, na madrugada de hoje (10), problemas isolados no interior do estado, segundo informações do assessor de relações públicas da corporação, coronel Frederico Caldas. Ele disse que o principal problema ocorreu em Volta Redonda.

Na cidade do sul fluminense, segundo o coronel, viaturas retornaram para o quartel e abandonaram o patrulhamento das ruas. Cinqüenta homens do Batalhão de Choque foram enviados para a cidade, para suprir a falta de policiais.

“Em outras cidades, houve situações como viaturas que foram patrulhar juntas e algumas ameaçaram não voltar para o batalhão, mas a presença dos comandantes nos batalhões foi fundamental para evitar a interrupção do serviço”, acrescentou.

Segundo o coronel, nenhum grande problema foi registrado na capital ou em outros municípios da região metropolitana do Rio. No entanto, 500 policiais dos batalhões de Choque e de Operações Especiais (Bope) ficaram de prontidão para o caso de necessidade de suprir possíveis faltas de policiamento.