Planalto rejeita intervenção federal no estado do Rio

De acordo com presentes ao encontro, Temer defendeu que uma solução seja encontrada para todos os Estados em dificuldades financeiras

Brasília – Presente na feijoada servida pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), neste sábado, 12, o presidente Michel Temer ressaltou nas conversas que o governo não pretende acatar possível pedido de intervenção federal por parte do Estado do Rio.

De acordo com presentes ao encontro, Temer defendeu que uma solução seja encontrada para todos os Estados em dificuldades financeiras.

Um dos caminhos lembrados é a securitização, operação que também é defendida pelo governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), e consiste em “vender” receitas esperadas para o futuro e, com isso, antecipar parte do dinheiro.

Segundo relatos, Temer estava descontraído e bebeu caipirinha. O presidente reafirmou que vai encaminhar o projeto da reforma da Previdência neste ano, mas não o texto da reforma trabalhista.As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.