Fevereiro/2017: PF diz que Rodrigo Maia pegou propina da OAS

A investigação da PF teve origem em mensagens de celular entre Maia e o empreiteiro Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS

Reportagem publicada em 8 de fevereiro de 2017

A Polícia Federal concluiu investigação sobre o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) na Operação Lava Jato e apontou indícios de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro.

A informação foi revelada pelo Jornal Nacional, da TV Globo, e confirmada pelo jornal o Estado de S. Paulo.

A investigação da PF teve origem em mensagens de celular entre Maia e o empreiteiro Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS.

Segundo o inquérito da PF, em troca de propina de R$ 1 milhão, o parlamentar teria defendido interesses da empreiteira no Congresso, entre 2013 e 2014, como apresentar uma emenda à uma Medida Provisória que definia regras para a aviação regional, em benefício da construtora.

O Jornal Nacional informou que Rodrigo Maia pediu à empreiteira doações eleitorais no valor de R$ 1 milhão em 2014. O dinheiro teria sido repassado oficialmente à campanha de César Maia, pai do presidente da Câmara.

Os investigadores suspeitam que a estratégia foi usada para ocultar a origem da propina da empreiteira. A PF sustenta que há ‘fortes indícios de corrupção passiva e lavagem de dinheiro’ por parte de Maia.

À reportagem do Jornal Nacional, Maia afirmou que “nunca recebeu vantagem indevida para votar qualquer matéria na Câmara”.

Segundo ele, “ao longo dos cinco mandatos como deputado federal, sempre votou de acordo com orientação da bancada ou com a própria consciência”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Maia é um grande corrupto!

  2. José Luis Pereira

    Tua hora vai chegar daqui pra frente é só esperar. A PF não iria divulgar se não tivesse certeza.

  3. caravaggio31

    Cade as panelas?

  4. Cornelius Okwudili Ezeokeke

    Porque não começa,ao invés de ficar esperando os outros?
    Não tem panelas na sua casa?

  5. Adalberto Aguiar

    Pra quem disse que iria combater a redes sociais eu acho é bom, mais um ladrão no senado disfarçado de político.

  6. Marcelo Owczarek De Sa

    Tem que investigar se a Uber não pagou propina ao mesmo, para não colocar em.pauta o projeto que proibia esses Apps irregulares, pois todos queriam votar e o mesmo não pos o projeto à votação! Agora tá explicado porque, mesmo todo mundo aqui no Rio sabem que eles são dono de EMPRESAS de táxi.