PF cumpre 8 mandatos de prisão por propina nos transportes no RJ

Ação faz parte de investigação sobre um esquema de corrupção que teria pago pelo menos 260 milhões de reais em propina a autoridades estaduais

Rio de Janeiro – A Polícia Federal deflagrou operação nesta segunda-feira para cumprir oito mandados de prisão como parte de investigação sobre um esquema de corrupção envolvendo empresas de ônibus do Estado do Rio de Janeiro, que teriam pago pelo menos 260 milhões de reais em propina a autoridades estaduais.

De acordo com a Globonews, foram expedidos nove mandados de prisão pela Justiça, sendo que um deles foi cumprido na noite de domingo, quando a PF prendeu o empresário Jacob Barata Filho no aeroporto internacional do Galeão quando ele esperava para embarcar em um voo para Portugal.

Ele é filho do empresário Jacob Barata, considerado o mais importante do ramo de transportes rodoviários do Rio de Janeiro e com negócios em vários segmentos. Jacob Barata é conhecido também como o “Rei do Ônibus”.

As investigações da operação deflagrada nesta segunda-feira, um desdobramento da Lava Jato no Rio, rastrearam pagamento de propina no valor de ao menos 260 milhões de reais pelos investigados a políticos do Estado, de acordo com a Globonews.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Julio Cesar Pinguelli

    Por favor corrigir o título
    Mandato é de cargo eletivo.

    Polícia cumpre MANDADO

  2. Joedson Tatau

    Mandato ou mandado?

  3. Francisco Genuino

    Existia corrupção antes da ditadura, durante a ditadura, pós ditadura, e a partir da desestatização até hoje… Os que se deixaram enganar pela conversa de que desestatizando melhoraria vertiginosamente devem estar orgulhosos da BE$TEIRA a que deram aval, nossas ex estatais atualmente rendem a seus novos donos MAIS do que o Brasil arrecada. Para os defensores da desestatização fica a pergunta: Quanto recebem em média os patrões da vigilância, alimentação, energia, água, telefonia, internet, recolhimento do lixo, construção, eletricidade, hidráulica, …,…, que prestam serviços e fornecem produtos para o Estado ? existe patrões criados através da desestatização ganhando por ano mais de R$ 5, R$ 10, R$ 20 bilhões, 100, 500, 1000 vezes mais o salário médio de seus funcionários…