Pezão refuta citação de seu nome na Operação Lava Jato

O governador do Rio de Janeiro refutou a citação do seu nome por Alberto Yousseff e Paulo Roberto Costa em delações

Rio – O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) refutou a citação de seu nome nas investigações da Operação Lava Jato.

Pezão e o governador do Acre, Tião Viana (PT), foram citados nas delações premiadas do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

Trechos dos depoimentos deles foram encaminhados nesta quinta-feira, 5, ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que tem competência para analisar casos envolvendo governadores.

“O governador afirma que está à disposição das autoridades em qualquer fórum para dar esclarecimentos sobre suas ações e patrimônio”, informou, em nota, a assessoria de imprensa do Palácio Guanabara, sede administrativa do governo fluminense.

No início do mês, o governador já afirmara não temer as investigações da Lava Jato.

Na ocasião, Pezão disse que todos os contatos que teve com Paulo Roberto Costa foram para tratar das obras de infraestrutura de apoio ao Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj), que está sendo construído em Itaboraí, cidade no Grande Rio.