Pedido de impeachment afunda mais o país, diz Economist

Cenário político brasileiro é tema de duas reportagens publicadas nesta sexta-feira

São Paulo – Ao aceitar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ameaça afundar ainda mais o país, diz a revista inglesa The Economist. O cenário político brasileiro é tema de duas reportagens publicadas nesta sexta-feira. 

Em um dos textos, Dilma é retratada como a presidente mais impopular e “ineficaz da história moderna brasileira”. A revista cita alguns motivos para isso como o cenário de déficit fiscal, desvalorização do Real e aumento do desemprego.

De acordo com a Economist, a presidente perdeu o controle do Congresso após o início do segundo mandato, não conseguindo aprovar medidas que poderiam ajudar na melhora da economia brasileira.

Apesar das críticas, no entanto, a publicação diz que a aceitação do pedido por Cunha foi um ato de vingança pessoal e que ainda não há sinais de que a oposição tenha o número de votos necessários para retirar Dilma do cargo.