PDT cancela reunião que discutiria situação de Lupi

O presidente da legenda, André Figueiredo, disse que não se reunirá com ministro e afirmou que cabe à presidente Dilma decidir sobre a permanência ou não dele no cargo

Brasília – O presidente em exercício do PDT, André Figueiredo, informou que não haverá mais a reunião da Executiva do partido que estava marcada para ser realizada hoje e cujo assunto seria a situação atual do ministro do Trabalho, Carlos Lupi. Segundo Figueiredo, o secretário-geral do PDT, Manoel Dias, está doente e não pôde embarcar para Brasília.

Depois de defender a saída de Lupi do Ministério do Trabalho, diante das denúncias de irregularidades na pasta, Figueiredo disse que cabe à presidente Dilma e ao próprio Lupi decidir sobre a permanência ou não dele no cargo.

“Não iríamos constranger o ministro (na reunião do PDT) e dizer que ele tem de sair. Temos convicção de que cabe à presidente Dilma decidir sobre o futuro dos ministros”, disse Figueiredo ao lembrar que o PDT hoje está dividido em relação à permanência do ministro na pasta.