Para PSDB, Marina pode largar com dobro de votos, diz jornal

De acordo com informações do O Globo, se realmente encabeçar chapa do PSB, Marina Silva deve começar corrida eleitoral “colada” em Aécio Neves

São Paulo – Se a candidatura de <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/marina-silva">Marina Silva</a></strong> à presidência da República pelo <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/psb">PSB</a></strong>, realmente, for concretizada, a expectativa do <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/psdb">PSDB </a></strong>é que ela inicie a corrida eleitoral já com 15% das intenções de voto, praticamente o dobro do desempenho que Eduardo Campos, que faleceu nesta quarta, estava mostrando nas pesquisas. As informações são do jornal <a href="http://oglobo.globo.com/brasil/campanha-tucana-considera-que-marina-larga-com-votacao-proxima-de-aecio-13601917" target="_blank">O Globo</a>. <br>
<br>
Dados da última pesquisa Ibope, divulgados no final da semana passada, mostravam Campos com 9% das intenções de voto, enquanto Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) tinham 38% e 23%, respectivamente. <br>
<br>
Isso significa que, se a previsão tucana estiver correta, Marina tem potencial para largar na disputa pelo Palácio do Planalto no encalço de Aécio Neves – o que evidentemente preocupa a coligação Muda Brasil que, além do PSDB, reúne Democratas, PEN, PMN, PTB, PTC, PTN, PTdoB e Solidariedade. <br>
<br>
Em 2010, Marina foi a principal revelação das eleições presidenciais. Pelo Partido Verde (PV), do qual fazia parte na época, ela abocanhou 19,2% dos votos no primeiro turno – o que representa 20 milhões de eleitores. </p>

Ontem, Antônio Campos, irmão do ex-governador de Pernambuco, encaminhou uma carta ao PSB pedindo a candidatura de Marina. Segundo ele, esta seria a vontade de Eduardo Campos. A candidata, contudo, não seria unanimidade dentro do partido.

De acordo com a lei, o PSB tem até 10 dias para anunciar o novo candidato. A coligação Unidos para o Brasil reúne PSB, Rede Sustentabilidade, PPS, PPL, PRP e PHS.