País não pode descer ‘serra abaixo’, diz Dilma

Para Dilma Rousseff, ou o Brasil segue em frente “ou desce serra abaixo”

Recife – Em meio a uma carreata que mobilizou a população de Caruaru, a 130 quilômetros do Recife (PE), a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, disse ontem à noite, em rápido discurso no centro da cidade, que a população sabe o que está em jogo no domingo. Segundo ela, ou o Brasil segue em frente “ou desce serra abaixo” – uma referência ao presidenciável do PSDB, José Serra.

“Hoje foi uma das experiências mais fortes da minha vida”, afirmou Dilma, emocionada, ao agradecer a manifestação da população, que ocupou as ruas de cinco bairros ao longo do trajeto da carreata de duas horas.

Além de ser aclamada por onde passou – de freiras gritando seu nome a lideranças do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) -, Dilma pôde ver uma amostra da cultura popular pernambucana. Foi recebida com festa que incluiu banda de pífanos, grupo de forró, bacamarteiros e bumba meu boi. Ao longo da carreata, Dilma viu bonecos gigantes do carnaval de Olinda, maracatus e figuras da cultura regional.

Sempre ao seu lado, o governador Eduardo Campos (PSB) – campeão de votos no País, com 82,8% dos votos válidos – quer que a candidata alcance pelo menos 70% da votação dos pernambucanos. Mais de 40 prefeitos da região foram convidados para participar e mobilizar militantes para a carreata, que foi animada por 20 carros de som e fogos de artifício.

Antes de embarcar para Vitória da Conquista (BA), onde iria participar de um comício, Dilma afirmou que a manifestação “foi de tirar lágrimas, de comover o coração, essa efusão, esse envolvimento popular”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.