Padilha defende revisão dos contratos com concessionária

Candidato petista defendeu a revisão dos contratos do governo com concessionárias que administram as estradas pedagiadas

São Paulo – O candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, defendeu nesta quarta-feira a revisão dos contratos do governo do Estado com concessionárias que administram as estradas pedagiadas.

“Conforme os contratos forem renovados, a partir de 2018, vamos rever os critérios, porque é um absurdo a população ter de pagar a conta que paga hoje”, disse Padilha, em Jundiaí (SP), após caminhar pelas ruas do comércio da cidade.

Padilha criticou o projeto Ponto a Ponto, promessa do governador Geraldo Alckmin (PSDB), candidato à reeleição, que viabiliza a cobrança escalonada de pedágios de acordo com a distância percorrida pelo motorista.

“O problema é que ele não está implementado, (Alckmin) está há quatro anos prometendo e no ano da eleição anuncia projetos-pilotos. Está no ponto zero o Ponto a Ponto”, disse.

O petista garantiu o cumprimento dos contratos vigentes, mas defendeu que eles sejam revistados no vencimento, para que seja adotado modelo e concessão semelhantes aos desenvolvidos pelo governo federal, que, segundo ele, “faz com que os preços do pedágios sejam 15 vezes mais baratos que os pedágios nas rodovias estaduais”.

Padilha defendeu também que os recursos voltados para investimentos nos contratos com as concessionárias sejam utilizados para a melhoria e manutenção de vias de acesso às cidades. “Há uma demanda dos prefeitos neste sentido”, disse.