Os estados com as maiores taxas de estupro do país; MS lidera

Dados do 11º Anuário de Segurança Pública revelam que o Mato Grosso do Sul é o estado com a maior taxa de estupros do país; veja o ranking

São Paulo – No ano passado, quase 50 mil  pessoas foram vítimas de estupro no Brasil, segundo dados do 11º Anuário de Segurança Pública.

De acordo com o levantamento, que leva em conta apenas os casos registrados em boletins de ocorrência, foram 24 estupros para cada 100 mil habitantes — o que significa um aumento de 3,5% em relação ao ano anterior.

O estado com a maior proporção de casos foi o Mato Grosso do Sul, onde ocorreram 54,4 estupros para cada 100 mil pessoas, um total de 1.458 crimes.

No lado oposto está o Espírito Santo, que teve a menor taxa: 4,7 casos para cada 100 mil habitantes. Em números absolutos, foram 188 casos registrados no estado.

São Paulo, por sua vez, concentra o maior número absoluto de estupros foi em São Paulo: 10.055 casos em 2016,  o que equivale a uma taxa de estupros de 22,5 casos por 100 mil habitantes.

Considerando somente as tentativas de estupros registrados no ano passado, Santa Catarina teve a maior taxa proporcional à população: 10,2 casos a cada 100 mil habitantes — o que significa que 3.084 pessoas foram vítimas de tentativa de estupro no estado.

Veja o ranking dos estados com as maiores taxas de estupro do país:

Ranking Estado Nº absoluto de estupros Taxa (por 100 mil habitantes) Nº absoluto de tentativa de estupro Taxa de tentativas de estupro (por 100 mil habitantes)
Mato Grosso do Sul 1.458 54,4 166 6,2
Amapá 385 49,2 28 3,6
Mato Grosso 1.614 48,8 163 4,9
Roraima 234 45,5 37 7,2
Santa Catarina 3.084 44,6 702 10,2
Rondônia 790 44,2 97 5,4
Paraná 4.164 37 488 4,3
Rio Grande do Sul 4.144 36,7 654 5,8
Pará 3.002 36,3 176 2,1
10º Rio de Janeiro 4.308 25,9 408 2,5
11º Tocantins 385 25,1 34 2,2
12º Sergipe 541 23,9 51 2,3
13º Amazonas 930 23,2 116 2,9
14º São Paulo 10.055 22,5 1.218 2,7
15º Distrito Federal 666 22,4 79 2,7
16º Pernambuco 1.976 21 273 2,9
17º Piauí 653 20,3 160 5
18º Minas Gerais 3.926 18,7 380 1,8
19º Bahia 2.709 17,7
20º Ceará 1.538 17,2 265 3
21º Alagoas 500 14,9 52 1,5
22º Maranhão 995 14,3 229 3,3
23º Goiás 670 10 321 4,8
24º Paraíba 376 9,4 14 0,4
25º Rio Grande do Norte 206 5,9 52 1,5
26º Espírito Santo 188 4,7 215 5,4

*O Anuário não disponibilizou os dados sobre o Acre