Organizada do Corinthians são banidas de Brasília

Governo proibiu a entrada de membros das torcidas organizadas Gaviões da Fiel e Independente, do São Paulo, no estádio Mané Garrincha

Brasília – O governo do Distrito Federal proibiu nesta quarta-feira a entrada de membros das torcidas organizadas Gaviões da Fiel, do Corinthians, e Independente, do São Paulo, no estádio Mané Garrincha.

A proibição valerá pelos dois próximos anos e se estende a outros palcos esportivos de Brasília, assim como às áreas próximas dos estádios em um raio de cinco quilômetros, segundo um comunicado da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal.

A decisão foi adotada em resposta aos incidentes violentos protagonizados por membros destas duas torcidas em partidas recentes do Campeonato Brasileiro disputadas no Mané Garrincha.

Há duas semanas integrantes da torcida Independente agrediram um torcedor do Flamengo, que ficou gravemente ferido, e no domingo passado membros da Gaviões da Fiel protagonizaram um violento enfrentamento com a polícia dentro do estádio, após tentar invadir a área destinada a torcedores do Vasco da Gama.

‘Tivemos que tomar essa medida como resposta efetiva aos incidentes e para mostrar que não vamos permitir esse tipo de comportamento em Brasília. A decisão é também um recado para as outras organizadas do que pode acontecer’, afirmou o secretário extraordinário da Copa 2014, Claudio Monteiro.

Segundo Monteiro, a proibição não impede que os integrantes das torcidas ingressem ao estádio junto com outros torcedores como público comum, mas sim que o façam em grupo ou levando qualquer bandeira, camiseta ou emblema que o identifique como integrante da organizada.

O decreto também estabelece que os dirigentes dessas torcidas têm que apresentar periodicamente uma lista atualizada de seus integrantes, junto com o número de seus documentos de identidade, para facilitar sua identificação nas bilheterias.

O objetivo da medida, segundo Monteiro, ‘é oferecer segurança às famílias que frequentam o estádio’. EFE