OPS comemora proibição do fumo na Copa de 2014

A proibição se estende às partidas que serão disputadas nas 12 cidades anfitriãs da Copa de 2014, assim como aos jogos da Copa das Confederações

Washington – A Organização Pan-Americana da Saúde (OPS) comemorou nesta segunda-feira a proibição do fumo nos estádios que sediarão a Copa do Mundo do Brasil, em 2014, o que evitará que jovens torcedores sejam “recrutados”.

Carissa Etienne, diretora da OPS, o escritório da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas, enviou um comunicado à Fifa para parabenizar a entidade pela decisão tomada em 7 de março.

De acordo com Carissa, a medida “também significa que um dos eventos esportivos mais importantes do mundo não será um espaço para a promoção do uso do tabaco”.

A proibição se estende às partidas que serão disputadas nas 12 cidades anfitriãs da Copa de 2014, assim como aos jogos da Copa das Confederações, que acontecerão em seis cidades brasileiras entre 15 e 30 de junho de 2013.

A medida impede o fumo nos estádios, mesmo nos locais ao ar livre dentro do perímetro deles, e também serão proibidos a publicidade, a promoção e o patrocínio de produtos do tabaco nas partidas.

A assessora principal de Controle do Tabaco da OPS, Adriana Blanco, assinalou que isso impedirá as empresas de tabaco de “utilizar suas táticas de mercado enganosas para recrutar novos fumantes entre os milhares de jovens torcedores que assistirão aos jogos”.

Blanco considerou que ações como essa ajudam a “avançar rumo a uma mudança social em rejeição ao tabaco”, que mata cerca de seis milhões de pessoas no mundo a cada ano, sendo um milhão nas Américas.