Oposição critica Dilma por fazer “propaganda” em discurso

O PSDB afirmou que o discurso feito por Dilma foi "uma agressiva utilização do poder público" em favor do PT

Rio de Janeiro – A oposição criticou duramente nesta quinta-feira a presidente Dilma Rousseff por fazer “propaganda” política em um pronunciamento à nação transmitido ontem durante o horário nobre em cadeia de obrigatória de rádio e televisão.

O PSDB afirmou que o discurso feito por Dilma foi “uma agressiva utilização do poder público” em favor do PT.

“O governo do PT acaba de ultrapassar um limite perigoso para a sobrevivência da jovem democracia brasileira”, afirmou o PSDB por meio de um comunicado.

O pronunciamento oficial tinha como motivo anunciar um rebaixamento nas tarifas elétricas, que entrou em vigor hoje.

No discurso, que durou oito minutos e 23 segundos, Dilma disse que seu governo “venceu os pessimistas” e os que tentam “amedrontar” a população criticando suas políticas.

O PSDB denunciou que a governante lançou à custa do Estado e de forma “prematura” sua campanha eleitoral, que só irá começar oficialmente no ano que vem.

O senador Aécio Neves, provável candidato presidencial do PSDB, disse que o discurso de Dilma colocou em evidência uma inédita mistura entre os interesses público e os partidários.

“Vimos a apropriação de um instrumento de Estado para fins político-partidários. Falou à nação não a presidente da República, mas um partido político,” questionou Aécio.