Operação Diáspora cumpre 39 mandados de prisão no Acre

A operação tem por objetivo anular a estruturação do PCC nos presídios do Acre, detectada pela área de inteligência dos governos federal e estadual

Brasília – A Polícia Civil do Acre e a Polícia Federal cumprem nesta sexta-feira 39 mandados de prisão, entre os quais de membros da organização criminosa PCC.

As prisões fazem parte da Operação Diáspora, que tem por objetivo anular a estruturação do PCC nos presídios do Acre, detectada pela área de inteligência dos governos federal e estadual.

A operação conta com o apoio da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça e foi desencadeada após meses de trabalho dos órgãos de segurança, que detectaram a articulação dos membros da organização dentro e fora das penitenciárias. Dos 39 mandados expedidos pela Justiça, 34 são contra presos que comandavam o crime de dentro dos presídios.

Todo o trabalho, segundo informou o Ministério da Justiça, foi acompanhado por representantes do Ministério Público Estadual e do Poder Judiciário. Durante todo o período de investigação, os órgãos policiais do Estado do Acre receberam apoio do Ministério da Justiça.

“O sucesso da operação mostra que, cada vez mais, se torna importante a integração de todas as forças de segurança dos governos federal, estaduais e municipais para o combate ao crime e à violência”, afirmou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

O ministro assegurou que as forças da Pasta – que incluem as polícias Rodoviária e Federal e a Força Nacional de Segurança Pública – “estão sempre prontas a colaborar para garantir mais segurança aos brasileiros”.

A colaboração entre o governo do Acre e o governo federal, segundo o ministro, garantiu que os serviços de inteligência descobrissem a movimentação dos criminosos – integrantes do PCC – naquele Estado e em países amazônicos vizinhos. “Assim, foi possível enfrentar e reduzir a ameaça do tráfico de drogas e de armas na fronteira”, acrescentou.