Onyx descarta por enquanto demissão de ministro do Turismo

Como o ex-ministro Gustavo Bebianno, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, também é suspeito de integrar suposto esquema de laranjas

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, descartou por ora a demissão do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e espera o desdobramento das investigações em que ele é apontado como responsável pela criação de candidaturas-laranja do PSL em Minas Gerais.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, Onyx fez questão de diferenciar a demissão do ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência Gustavo Bebianno -também envolvido em supostos casos de candidaturas-laranja- do caso de Antônio.

Segundo ele, Bebianno foi demitido por uma questão de quebra de confiança na relação com o presidente Jair Bolsonaro e não pela investigação em si.

“A questão de Minas Gerais está sendo apurada. O governo observa. É preciso dar tempo que esclarecimentos apareçam e se tiver alguma coisa o presidente vai tomar uma decisão”, disse Onyx na entrevista.

O ministro do Turismo é acusado de criar candidaturas femininas apenas de fachada no PSL de Minas Gerais para que as candidatas tivessem acesso a fundos partidários reservados a candidaturas femininas. Em vários casos os recursos foram repassados a empresas e assessores ligados ao ministro.