Odebrecht garante entrega do Itaquerão dentro do prazo

"Se não tivesse ocorrido o acidente, o estádio estaria terminado em 20 de janeiro", explicou o engenheiro responsável, Marco Antonio Antunes

São Paulo – A construtora Odebrecht e o Corinthians, responsáveis pela construção do estádio que receberá a partida de abertura da Copa do Mundo de 2014, garantiram nesta segunda-feira que o palco será entregue no dia 15 de abril, dentro do prazo estipulado pela Fifa.

“Se não tivesse ocorrido o acidente, o estádio estaria terminado em 20 de janeiro”, explicou o engenheiro responsável, Marco Antonio Antunes, a jornalistas estrangeiros que realizam uma visita guiada pela Fifa às 12 sedes do Mundial.

No último dia 27 de novembro duas pessoas morreram na Arena Corinthians quando um guindaste tentava pôr a última peça metálica da cobertura e a estrutura caiu sobre as arquibancadas e os operários.

A área onde ocorreu o acidente, equivalente a 5% do estádio, será a única na qual se trabalhará até o momento limite imposto pela Fifa, enquanto outras zonas, afirmou Antunes, estarão prontas “semanas ou meses antes”.

O ex-presidente do Corinthians e coordenador do projeto, Andrés Sánchez, afirmou que a obra “está voltando ao normal, dia a dia”, depois do acidente e detalhou que nas obras, atualmente, estão trabalhando dois mil operários em três turnos.

Apesar do atraso, Sánchez assegurou que a jornada de trabalho não será aumentada para acelerar os prazos.

Segundo Sánchez, os operários trabalham uma jornada de trabalho diária de oito horas e, “no máximo”, duas horas extras como o permite a lei.

“Não vamos matar ninguém com trabalho para entregar um estádio”, garantiu.

Durante a visita de jornalistas estrangeiros foi possível ver que a estrutura metálica permanece derrubada sobre a fachada do estádio.

As partes internas estão praticamente concluídas, enquanto faltam ainda a metade dos assentos e as arquibancadas temporárias, cada uma de 10 mil assentos, para atingir a capacidade exigida de 70 mil espectadores.