Obras da Arena da Baixada avançam na direção certa, diz Fifa

Há duas semanas, Valcke tinha alertado que sede de Curitiba poderia ficar fora do Mundial, caso avanços significativos não fossem observados até 18 de fevereiro

As obras da Arena da Baixada “avançam na direção certa”, garantiu a Fifa nesta terça-feira, dando um voto de confiança ao estádio de Curitiba, que chegou a ser ameaçado de ficar fora da Copa do Mundo do Brasil-2014.

“Recebemos relatórios diários sobre a situação da Arena da Baixada, e o secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke, acredita que Curitiba está avançando na direção certa”, disse a assessoria da Fifa à AFP por meio de um e-mail.

Há duas semanas, o mesmo Valcke tinha alertado que a sede de Curitiba poderia ficar fora do Mundial, caso avanços significativos não fossem observados até 18 de fevereiro.

A Fifa espera que a Arena da Baixada fique pronta até o “fim do mês de abril, início de maio”, muito longe do prazo inicial para todos os estádios que receberão jogos da Copa, previsto para 31 de dezembro.

Além da Arena da Baixada, os estádios de Porto Alegre, Cuiabá, Manaus e São Paulo ainda precisam ser concluídos.

Além dos seis estádios já utilizados em junho do ano passado durante a Copa das Confederações (Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife e Fortaleza), apenas a Arena das Dunas de Natal foi inaugurada, em 22 de janeiro, na última visita de Valcke ao Brasil.

De acordo com o diário Lance, Charles Botta, consultor de estádios da Fifa, integrou a equipe técnica que acompanha as obras do estádio, junto com representantes do Governo de Estado do Paraná, da prefeitura de Curitiba e do Comitê Organizador Local (COL).

A entidade que rege o futebol mundial explicou à AFP que Botta fazia “parte da equipe técnica da Fifa” e efetuava “regularmente inspecções” nos estádio da Copa.