O que mudou nas regras do Fies neste ano

Inscrições para o programa começam hoje e ficam abertas até a noite da próxima sexta-feira

São Paulo – De hoje até a próxima sexta-feira, estudantes de todo o país poderão se inscrever no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), um programa do governo federal para o financiamento dos estudos com juros mais baixos. 

Neste ano, o Ministério da Educação (MEC) irá adotar regras mais rígidas na seleção dos candidatos. Antes, qualquer pessoa que tivesse prestado o Exame Nacional do Ensino Médio poderia requerer uma vaga. Agora, os candidatos devem ter uma nota mínima de 450 pontos na média das provas e nota da redação superior a zero.

A exigência, de acordo com o MEC, vale para todos os candidatos, incluindo os professores da rede pública e os estudantes que concluíram o ensino médio antes de 2010.

Caso haja empate, o critério de seleção será a maior nota da redação, a maior nota nas provas de linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas.

O estudante também deve ter renda familiar mensal bruta, que não ultrapasse 2,2 mil reais por pessoa.

Mais mudanças

Pela segunda vez, os financiamentos serão concedidos com taxas de juros de 6,5% ao ano (antes a taxa era de 3,4% ao ano) e com foco nas classes mais baixas – anteriormente, o teto era de 20 salários mínimos como renda bruta familiar.

A escolha dos cursos ofertados também seguiu novos critérios, priorizando algumas áreas como engenharia, saúde e formações de professores.

Resultados

A lista com os escolhidos para a pré-seleção será divulgada no dia 1° de fevereiro. Que não for selecionado nesta fase, poderá entrar em uma lista de espera.