“O Lula está preso, babaca”, diz Ciro Gomes em evento da UNE

Vaiado pelo público durante evento da União Nacional dos Estudantes (UNE), Ciro também afirmou que a "esquerda foi humilhantemente derrotada"

São Paulo — Ciro Gomes, que foi candidato à Presidência em 2018 pelo PDT, foi vaiado durante evento da União Nacional dos Estudantes (UNE), em Salvador, na Bahia nesta quinta-feira (07).

Ao ser chamado de corrupto, afirmou: “Eu estou solto. Estou limpo. O Lula tá preso, babaca” — repetindo a mesma frase que o irmão, Cid Gomes, disse no ano passado.

Durante a fala de Ciro, o público vaia e o chama de “oportunista”, enquanto outros gritam “volta para Paris”, referência ao período que passou na capital francesa depois do final do primeiro turno.

O vídeo mostra que Ciro muitas vezes não conseguiu completar suas frases, silenciadas ao som de “Lula Livre”.

“Eu ajudei o Lula em todas as eleições dele, fui ministro da integração […], mas ele aceitou os recursos e agora, meu irmão e minha irmã, desculpa, não fui eu quem condenou o Lula, não está na minha mão libertá-lo. Eu avisei que se a direita ganhasse as eleições, o Lula seria condenado por muito mais tempo”, respondeu ele. “Pode vomitar a paixão que quiser”, completou.

Em outro momento, Ciro afirma que a “esquerda foi humilhantemente derrotada” por essas paixões e que enquanto “a gente ficar assim, acreditando em minorias ínfimas, e acreditando nessa estratégia, insistindo nela, a gente afunda o Brasil”.