O foco é chegar ao segundo turno, diz Meirelles

Com a condenação de Lula, ex-ministro da Fazenda afirmou que é pouco provável que segundo turno tenha duas candidaturas consideradas "extremistas"

São Paulo – O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles afirmou nesta quarta-feira, 25, que o foco de sua eventual candidatura é chegar ao segundo turno. Com a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Meirelles afirmou que é pouco provável que o segundo turno tenha duas candidaturas consideradas “extremistas”.

“Temos uma coisa muito forte para mostrar que é o trabalho realizado, não é conversa. Acho que vamos ter que trabalhar nessa direção, o jogo é entrar no segundo turno”, disse Meirelles, a uma plateia de empresários da Eurocâmara, em São Paulo.

“A pulverização não é só no centro, é na esquerda também”. Ele disse esperar que o processo eleitoral levará a uma consolidação das candidaturas de centro.

Meirelles avaliou que a estratégia do PT de levar a candidatura de Lula até o último momento, mesmo com o petista condenado em segunda instância e preso, é prejudicial para o partido pois não daria tempo para crescimento de um substituto.

Vice

O presidenciável destacou novamente que no momento considera apenas a possibilidade de ser candidato a presidente na cabeça de chapa. Ele declarou que recebe convites para ser vice “quase todo dia”, mas que não considera essa hipótese no momento. Meirelles disse que outros pré-candidatos e lideranças do MDB também estão conversando com ele.