Novo prefeito de Maceió administrará cidade turística

Os eleitores da cidade alagoana terão oito candidatos a prefeito na disputa do dia 7 de outubro

Brasília – Os eleitores de Maceió terão oito candidatos a prefeito na disputa do dia 7 de outubro. Fleming (PSOL), Galba Novaes (PRB), Jeferson Moraes (DEM), Nadja (PPS), Ronaldo Lessa (PDT), Rosinha da Adefal (PTdoB), Rui Palmeira (PSDB) e Sergio Cabral (PPL) disputam os votos dos 476 mil eleitores da capital. Além deles, 404 candidatos pleiteiam uma das 21 vagas de vereador da cidade. Por se tratar de município com mais de 200 mil eleitores, a decisão sobre o futuro prefeito pode ocorrer em segundo turno.

Com produto interno bruto (PIB) de R$ 10,2 milhões, a economia da capital alagoana está fortemente ligada ao turismo. Quando analisado separadamente, o PIB do setor de serviços corresponde a quase 70% do total das riquezas produzidas no município. Além desses valores, em 2009 a cidade recebeu R$ 229 milhões do Fundo de Participação dos Municípios.

O prefeito que for escolhido para administrar Maceió pelos próximos quatro anos terá sob sua responsabilidade a gestão de 94 escolas de ensino fundamental e 58 estabelecimentos de ensino pré-escolar municipais. Dados de 2009 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que naquele ano haviam 57 mil crianças matriculadas nessas séries nas escolas municipais.

A rede pública de saúde do município conta com 60 estabelecimentos. No entanto, existem apenas dez leitos para internação, os 768 leitos públicos para internação restantes ficam a cargo da rede estadual ou federal.