Curtas – uma seleção do mais importante no Brasil e no mundo

A presidente do STJ manteve Wesley Batista na prisão e a venda de carros cresceu 10% em 2017. Veja essas e outras notícias

Presidente do STJ mantém Wesley Batista na prisão

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, indeferiu pedido de liminar em habeas corpus impetrado em favor do empresário Wesley Batista, sócio da empresa de frigoríficos JBS. Wesley e seu irmão Joesley foram presos preventivamente na Operação Tendão de Aquiles, por suposta prática do crime de insider trading (uso de informação privilegiada para lucrar no mercado financeiro). Em outubro, o ministro Rogerio Schietti Cruz, relator, já havia negado pedido de liminar em outro habeas em favor de Wesley.

Venda de carros cresce 10%

Após quatro anos de queda, as vendas de automóveis fecharam 2017 com alta de quase 10%. Os dados preliminares apurados pelo jornal Folha de S. Paulo mostram que 2,24 milhões de carros de passeio, comerciais leves, ônibus e caminhões foram licenciados até o dia 29 de dezembro, quando a alta acumulada era de 9,3% em relação a 2016. A Anfavea, associação que representa as montadoras instaladas no Brasil, previa que o crescimento em 2017 seria de 7,3%. Mesmo com a alta, os dados do ano passado equivalem ao volume registrado em 2007, bem distante do recorde de vendas do setor: 3,8 milhões de unidades em 2012.

Huck e as pesquisas

Depois de anunciar que não será candidato à presidência da República nas eleições deste ano, o apresentador Luciano Huck pediu que seu nome não seja excluído das pesquisas de intenção de voto. A informação é do jornal Folha de S.Paulo. Segundo o jornal, Huck teve uma reunião em dezembro com o diretor do Ibope Carlos Augusto Montenegro. Na conversa, o apresentador teria pedido para que seu nome não seja excluído das pesquisas. A publicação entrou em contato com Montenegro, que não mencionou o encontro com Huck, mas defendeu manter seu nome nas pesquisas. “Por enquanto tudo é especulação”, afirmou.

Rebelião em Goiás deixa nove mortos

Uma rebelião de presos da Colônia Agroindustrial do Regime Semiaberto, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia (GO), região metropolitana de Goiânia, terminou com nove detentos mortos e 14 feridos na tarde desta segunda-feira. Conforme a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), as mortes aconteceram em confrontos entre presos após os detentos da ala C invadirem as alas A, B e D do presídio. Os presos que ficaram feridos no conflito receberam atendimento e já retornaram às celas. Durante a rebelião, 106 presos que cumprem pena no regime fechado fugiram.

Doria cancela inauguração de viaduto

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), cancelou nesta segunda-feira o evento de inauguração do viaduto que levará o nome da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, previsto para a próxima quarta-feira, 3 de janeiro. Doria determinou que a via, na região de Santo Amaro, Zona Sul da capital paulista, seja aberta ao trânsito já nesta terça-feira. Por meio de nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura afirma que o tucano acatará a escolha do nome da mulher do ex-presidente Lula ao viaduto, aprovada pela Câmara Municipal no início de dezembro e sancionada pela Prefeitura na semana passada, embora discorde dela. João Doria considera “injusta” a homenagem a Marisa Letícia, falecida em fevereiro de 2017, porque ela era investigada na Operação Lava Jato e “nunca morou na cidade”.

Treze mortos em protestos no Irã

Pelo menos dez pessoas morreram na noite deste domingo no Irã, em uma escalada de violência nos protestos contra o governo do presidente Hassan Rouhani, a corrupção e a atual situação econômica. Esta foi a quarta noite consecutiva de manifestações nas ruas de várias cidades do país, entre elas a capital, Teerã. Neste domingo, conforme vídeos divulgados pela imprensa iraniana e nas redes sociais, manifestantes atacaram e incendiaram prédios públicos, centros religiosos e bancos e sedes da Bassidj, milícia islâmica do regime. Viaturas da polícia também foram queimadas nos protestos, que se iniciaram em Mashhad, Nordeste do Irã, na quinta-feira passada e se espalharam por todo país.

Autoridades proíbem bitcoin no Egito

As autoridades religiosas do Egito emitiram uma fatwa, um decreto islâmico, que proíbe a posse ou compra e venda do bitcoin, pelo seu caráter especulativo e por considerar que pode facilitar o financiamento do terrorismo. A fatwa, emitida pelo mufti Shauqui Alam, máxima autoridade religiosa do país, equipara a popular criptomoeda com as apostas, também proibidas na lei islâmica, pela alta volatilidade de sua cotação, segundo informou a agência oficial “Mena”. O mufti argumentou sua decisão no profeta Maomé, que diz “Quem nos engana não é um de nós”.

Papa pede humildade à Igreja

O papa Francisco pediu nesta segunda-feira, durante a homilia da primeira missa de 2018 na Basílica de São Pedro, que a Igreja Católica seja “humilde, pobre de coisas e rica de amor”. O pontífice celebrou a primeira eucaristia do ano em um dia no qual a Igreja Católica celebra a 51ª Jornada Mundial da Paz, para a qual Francisco escreveu uma mensagem de crítica aos que fomentam o medo entre os imigrantes. Na carta, antecipada pelo Vaticano em novembro, o papa rejeita os líderes que provocam o medo nos imigrantes com fins políticos, por acreditar que essas ações só criam racismo e violência.