“Nobel da Matemática” acontece hoje no Rio de Janeiro

Premiação é a mais importante mundialmente e é entregue aos destaques da área com menos de 40 anos

Foram revelados na manhã de hoje (1º) os quatro ganhadores da Medalha Fields, a mais importante premiação da matemática mundial, conhecida como “Nobel da Matemática” e entregue aos destaques da área com menos de 40 anos. O prêmio é dado a cada quatro anos, durante o Congresso Internacional de Matemáticos (ICM), que, pela primeira vez, é realizado no Brasil.

Nascido na Índia em 1981, Akshay Venkatesh cresceu na Austrália e atualmente é professor no Instituto de Estudos Avançados, na Universidade de Stanford e na Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, onde fez o doutorado em 2002. Sua pesquisa é na área de teoria dos números e tópicos relacionados.

Já o italiano Alessio Figalli, 34 anos, trabalha na área de cálculo de variações e equações diferenciais parciais. É professor na ETH em Zurich, na Suíça.

O mais velho agraciado é Caucher Birkar, de 40 anos, professor na Universidade de Cambridge, na Inglaterra. Iraniano, Birkar pesquisa a área de geometria algébrica.

Já o ganhador mais novo da edição 2018 é o alemão Peter Scholze, de 30 anos, professor na Universidade de Bonn, na Alemanha, onde faz parte do grupo de trabalho de geometria algébrica aritmética.

Brasileiro

Entre os vencedores da Medalha Fields entregue em 2014 estava o brasileiro Artur Ávila, pesquisador do Instituto de Matemática Pura e Aplicada, primeiro latino-americano e lusófono a receber o prêmio. Os outros premiados de 2014 foram o norte-americano Manjul Bhargava, o austríaco Martin Hairer e Maryam Mirzakhani, primeira mulher e primeira iraniana a receber o prêmio. Ela morreu no ano passado, vítima de câncer de mama.