No Twitter, Bolsonaro ironiza influência de Lula sobre Haddad

"Vamos combater o crime organizado e trabalhar para impedir que presos continuem controlando seus empregados de dentro dos presídios", disse Bolsonaro

(Reuters) – O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, voltou a ironizar nesta sexta-feira no Twitter, de forma tácita, a influência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na campanha do petista Fernando Haddad, com quem disputa o segundo turno da eleição presidencial.

“Pergunto ao pau mandado do corrupto preso: você aceitaria que o crime organizado continuasse sendo comandado de dentro dos presídios?”, escreveu Bolsonaro em sua conta no Twitter.

Em outra publicação, mais cedo, ele afirmou: “Vamos combater o crime organizado e trabalhar para impedir que presos continuem controlando seus empregados de dentro dos presídios”.

Haddad tem se encontrado frequentemente com Lula, que está preso desde abril em Curitiba para cumprir pena por corrupção e lavagem de dinheiro, resultante de condenação no processo do tríplex do Guarujá (SP).

O ex-prefeito de São Paulo assumiu a cabeça da chapa da candidatura do PT depois que Lula foi barrado de concorrer novamente ao Palácio do Planalto com base na Lei da Ficha Limpa.

Em outro publicação no Twitter, Bolsonaro ainda citou que o plano do PT inclui “reduzir a massa carcerária do Brasil através de liberação de presidiários”, com o comentário acompanhado de trecho de um vídeo em que Haddad afirma que o partido vai “promover o desencarceramento de pessoas que cometem pequenos delitos, que é hoje o maior contingente de prisioneiros”.

(Por Paula Arend Laier, em São Paulo)