No Rio, onda de ataques chega à Baixada Fluminense

Na noite dessa quinta-feira, 2, dois ônibus e uma Kombi foram incendiados nos arredores da favela da Guacha

Rio – A onda de ataques e confrontos no Rio se expandiu para a Baixada Fluminense. Na noite dessa quinta-feira, 2, dois ônibus e uma Kombi foram incendiados nos arredores da favela da Guacha, em Belford Roxo. Foi terceiro ataque a veículos esta semana.

Segundo a Polícia Militar, o ataque foi em represália a uma operação do 39º Batalhão (Belford Roxo) em que um fuzil foi apreendido e um bandido, ferido.

Niterói

Na noite dessa quarta-feira, 1º, cerca de 15 menores de idade queimaram um ônibus perto do Morro do Cavalão, em Niterói, na Região Metropolitana.

A ação também foi um protesto contra a morte de dois adolescentes e a prisão de dois homens após operação policial na favela que possui uma Companhia Destacada da PM.

Também na noite de quarta, uma viatura da PM e um ônibus foram apedrejados no Morro da Formiga, na zona norte do Rio, durante confronto entre policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e moradores.

O tumulto começou durante uma blitz para proibir mototaxistas irregulares. Um vídeo mostra o comandante da UPP, capitão Carlos Henrique Barrim, chutando uma manifestante. Ele alega que tentava derrubar a moradora que teria iniciado os protestos.