Mais de 70 milhões dizem comprar produtos piratas

Percentual de pessoas que compram produtos piratas aumentou 6% em quatro anos; consumo de DVDs ilegais disparou no período

O porcentual de brasileiros que consomem produtos piratas aumentou nos últimos cinco anos, segundo mostra pesquisa divulgada hoje pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ). De acordo com os dados, mais de 70 milhões de brasileiros consomem produtos piratas.

A pesquisa mostra que, em 2006, 42% dos entrevistados compraram alguma mercadoria falsificada. Em 2010, esse porcentual foi de 48%. “Há alguns anos consideramos a pirataria como uma epidemia que vem se espalhando por esse Estado e pelo País”, disse o presidente da Fecomércio-RJ, Orlando Diniz.

Segundo a pesquisa, o porcentual de brasileiros consumidores de CDs ilegais caiu de 86% para 79% entre 2006 e 2010. Por outro lado, subiu de 35% para 77% o porcentual de consumidores de DVDs piratas.

“O aumento do poder aquisitivo das classes de renda mais baixa favoreceu o aumento de consumo de produtos informais, mas também informais”, explica o economista da instituição, João Gomes.

Segundo ele, o preço é o principal motivo apontado pelos consumidores para a compra de produtos piratas. “O consumo é sem consciência. O consumidor não percebe consequências nocivas na compra desses produtos”, disse.