Nível de reservatórios de SP cai pelo 2º dia seguido

Nenhum milímetro de chuva foi registrado nas regiões de todos os mananciais nas últimas 24 horas

São Paulo – Pelo segundo dia consecutivo, todos os principais reservatórios que atendem a capital e Grande São Paulo sofreram queda no volume armazenado de água, segundo aponta relatório da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Nenhum milímetro de chuva foi registrado nas regiões de todos os mananciais nas últimas 24 horas.

O principal deles, o Sistema Cantareira, responsável por abastecer 6,5 milhões de pessoas, perdeu 0,1 ponto porcentual da sua capacidade, que caiu de 8,5% para 8,4% nesta quarta-feira, 3, já considerando os 105 bilhões de litros da segunda cota do volume morto.

O reservatório chegou ao 19º dia seguido de perda de água. Nos primeiros dias de dezembro, choveu apenas 1,4 milímetro sobre o Cantareira, que representa apenas 0,6% da média histórica do mês, de 220,9 milímetros.

O nível do Sistema Guarapiranga, que atende 4,9 milhões de habitantes, desceu 0,4 ponto porcentual. Hoje, o reservatório opera com 32,7% da sua capacidade, ante 33,1% no dia anterior.

Já o Alto Tietê voltou a cair 0,1 ponto pelo quarto dia seguido e está com 5,4% do volume total de água.

Em termos proporcionais, o Sistema Rio Claro foi quem perdeu mais água. O volume armazenado desceu 0,7 ponto porcentual, caindo de 31,% para 30,4%. Já os sistemas Alto Cotia e Rio Grande perderam 0,2 ponto da sua capacidade, cada.

Enquanto o primeiro passou de 29,6% para 29,4%, o segundo caiu de 63,2 % para 63%. Juntos, os três mananciais atendem 3,1 milhões de pessoas.